segunda-feira, 28 de maio de 2007

Rio promove campanha de vacinação contra a rubéola


Desta segunda-feira (28/05) até 2 de junho, os 92 municípios fluminenses participarão da Campanha Estadual de Vacinação contra a Rubéola, promovida pela Secretaria de Saúde e Defesa Civil, em parceria com o Minisitério da Saúde. Três milhões de doses da vacina estarão disponíveis para a população de 20 a 34 anos de idade, de ambos os sexos. O objetivo da campanha é conter a epidemia de rubéola no estado. Já são 1.100 casos confirmados, sendo 70% em homens e 30% em mulheres. Este é o maior número de registros da doença no Rio de Janeiro desde que a vacina tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba) começou a ser aplicada em larga escala, em 1996. O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Biomanguinhos) da Fiocruz produz o imunizante.

A expectativa é vacinar 80% dos três milhões de adultos nessa faixa etária. Serão mobilizados 2.100 postos de vacinação fixos e volantes, que funcionarão das 8h às 17h, além de 300 veículos de apoio nos 92 municípios. A campanha contará, ainda, com dez mil voluntários. "Queremos eliminar a ocorrência da síndrome da rubéola congênita (SRC) e o risco de exportação da doença para outras cidades e estados onde há casos registrados", diz o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria, Victor Berbara. Quando a gestante contrai rubéola o bebê pode nascer com SRC, que se caracteriza por problemas como cegueira, catarata, surdez, alterações cardíacas e retardo mental.

A vacina deverá ser tomada por todos os homens e mulheres entre 20 e 34 anos, exceto nos seguintes casos: gestantes; pessoas com deficiência imunológica congênita ou adquirida devido a tratamentos com imunosupressores, corticóides, antimetabólicos ou radiação; pessoas que já tenham demonstrado reação à vacina ou a um de seus componentes, como a neomicina; e pessoas com hipersensibilidade comprovada à proteína do ovo. Mulheres em idade fértil devem evitar engravidar nos três meses seguintes à vacinação. Em caso de suspeita de gravidez, recomenda-se adiar a vacinação até que seja confirmado o diagnóstico.

O Dia D da campanha ocorrerá em 2 de junho, quando será encerrada a vacinação. Nessa data, um sábado, haverá um esquema especial nos postos de saúde para atender a quem deixou para se vacinar na última hora.

Fonte: Agência Fiocruz

4 comentários:

Valquir disse...

Boa Noite, gostaria de saber os postos disponíveis para a vacinação no centro do Rio?

Obrigado.

Rafael Vidal disse...

Valquir através desse link você conseguira descobrir algum posto:

http://www.saude.rio.rj.gov.br/ondeser/consulta/

Anônimo disse...

Olá, também gostaria de saber onde tem posto de vacinação no Centro do Rio, entrei no link sugerido,mas não encontrei a opção de Rubéola.

Rafael Vidal disse...

Não há posto específico de rubéola. Todos tem que vacinar.