segunda-feira, 21 de maio de 2007

O USO DO TÍTULO DE DOUTOR PELOS ENFERMEIROS


Por quê doutor?

Historicamente sabemos que advogados e médicos foram os primeiros a receberem e utilizarem o título de doutor após sua formação acadêmica independente de fazerem seu doutorado, isto permanece até os dias de hoje. Com o surgimento e o progresso de outros profissionais com ensino superior, o hábito se estendeu também aos enfermeiros, engenheiros, psicólogos, quase todos que concluem uma universidade, num país onde isso é privilégio de menos de cinco por cento da população.

No ambiente hospitalar comumente deparamos com pacientes/clientes chamando de “doutores” os profissionais que demonstram conhecimento técnico, autonomia, segurança e um atendimento diferenciando. Possivelmente por isto que alguns enfermeiros já acostumados a serem assim intitulados, começaram a requerer o direito de utilização do título e o COFEN (Conselho Federal de Enfermagem) após alguns anos de discussões, entendeu pertinente a elaboração e publicação de uma resolução que autoriza o enfermeiro a utilizar o termo doutor. O Conselho defende sim a denominação de doutor para seus profissionais graduados, porque considera este tratamento legítimo à luz dos precedentes conhecidos e da definição do Dicionário Aurélio, segundo a qual também é tratado desta forma " aquele que se forma numa universidade.”

A enfermagem é uma categoria profissional com uma história recente e ascendente, não apenas no número de profissionais, mas pelo aprimoramento técnico-científico, o que propiciou aos enfermeiros uma maior atuação direta na assistência ao cliente, participação na organização das instituições de saúde e até mesmo em contribuições relevantes na política de saúde, o que promoveu uma mudança na percepção e valorização dos profissionais enfermeiros, que antes era de submissão e resignação, visto por alguns, apenas para servir ao paciente e ao médico. É importante lembrar que o título de doutor não modifica a capacidade de trabalho ou a importância do profissional que é e deve ser reconhecido pela sua postura e atuação diária e contínua, a utilização deste termo não desmerece outras categorias profissionais, apenas garante uma diferenciação, que não fere nenhuma normatização legal ou ética de outra profissão.

Com a Resolução COFEN n. º 276/01 o profissional enfermeiro apenas legalizou uma prática que tem sido questionada e criticada por outros profissionais, sem que sequer tenham argumentos legais que impeçam os enfermeiros de utilizarem o título. Porém, é importante que fique claro que há liberdade de escolha do profissional de usar ou não o título de doutor.

Texto escrito pela Dr. ª. Claudenice Valente da Silva, enfermeira, graduada pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, conselheira-secretária do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul e Responsável Técnica pela Associação Beneficente de Campo Grande.

31 comentários:

xx disse...

Vergonhoso isso. Doutor é para quem ESTUDOU de verdade! E não uma graduação. Isso é desmerecer o verdadeiro título do doutorado.

Anônimo disse...

Querido amigo do comentário acima, será que todos os doutores (por doutorado) realmente estudaram tanto assim??? Sinceramente, exisem doutores apenas por graduação muito melhores que eles...

Márcio disse...

Amigos...
Por que tanta celeuma acerca de um simples título? Doutor de verdade é quem, como bem disse o autor Rafael Vidal Marques, demonstra (e deveras possui!) "conhecimento técnico, autonomia, segurança e um atendimento diferenciando". Abstraio: seja esse alguém médico, enfermeiro, fisioterapeuta, agrônomo, matemático, educador, mãe, pai, mecânico, padeiro, taxista, gari. Valorizemos a pessoa, o conhecimento, a técnica, a comunicação. Títulos são para mesquinhos, para quem "quer ser".
Sugestão de leitura

Ralph disse...

Uma vergonha.....O titulo de doutor e pra quem realmente estudou e não pra quem estudou o basico!!!!! e lamentavel a pouca instrução do nosso povo Brasileiro!

Anônimo disse...

sou medico ortopedista e considero inrrelevante esta questão pois o mais importante depois do DR é o que vem justamente depois, que é o NOME, e isso esta acima de qualquer titulo que mais serve pra massagear ego e quando muito tornar pessoas jactanciosas.

Anônimo disse...

Vergonhoso é ter opiniões tão retrógradas e preconceituosas . este por certo ou é um medico burro ou filho de um burro medico, que se acha dono da verdade. visão limitada infelizmente é pra muitos, não me espanta mais tais fatos.

Anônimo disse...

Acho que a enfermagem estuda tanto quanto as outras profissões e deve sim utilizar o título. A sociedade tem que entender que somos tão importantes quanto os médicos e já está mais do que na hora de sermos respeitados e vistos como profissionais com embasamento científico.Pq não houve tanta crítica quando os médicos e advogados decidiram usar o título de doutor?? A enfermagem tem algo diferente ?? Chega de preconceito!!! Exigimos respeito !!!

Anônimo disse...

Acho que a enfermagem estuda tanto quanto as outras profissões e deve sim utilizar o título. A sociedade tem que entender que somos tão importantes quanto os médicos e já está mais do que na hora de sermos respeitados e vistos como profissionais com embasamento científico.Pq não houve tanta crítica quando os médicos e advogados decidiram usar o título de doutor?? A enfermagem tem algo diferente ?? Chega de preconceito!!! Exigimos respeito !!!

Anônimo disse...

O coitados...Desse ai que falam isso...Tem medicos que nem se quer estudam de verdade...Tem profissionais que dixam medicos no chao...E se tratando da enfermagem...Um medico apenas estuda Cerca de 6 anos..>E tem enfermeiros que estudam ate 8 anos na vida...

Anônimo disse...

Ridículo, esse povo deveria era ir estudar e cursar um doutorado para se intitularem assim, povo preguiçoso!

Anônimo disse...

você já foi criticado por um simples advogado por não ser doutor como ele?
Não tive como retrucar, pois estava em uma audiência. Hoje posso com base nessa resolução, pelo menos exigir respeito. Não desmerecendo em nada o título de doutor por doutorado que pretendo obter em breve, após muita dedicação e trabalho ( PhD). Apenas uma questão de costumes arraigados!

Chris disse...

Querido Ralph, tenho que concordar com vc que realmente é lamentável a pouca instrução do brasileiro. Pois esta sua afirmativa em achar que o enfermeiro é um profissional que pouco estudou, me faz crer que vc como muitos são totalmente ignorantes
neste assunto. Então como conselho, na próxima vez que for postar um comentário ler só um pouquinho sobre o assunto. Só um sugestão

Chris disse...

Querido Ralph, tenho que concordar com vc que realmente é lamentável a pouca instrução do brasileiro. Pois esta sua afirmativa em achar que o enfermeiro é um profissional que pouco estudou, me faz crer que vc como muitos são totalmente ignorantes
neste assunto. Então como conselho, na próxima vez que for postar um comentário ler só um pouquinho sobre o assunto. Só um sugestão

Anônimo disse...

"DOUTOR" COMO A PROPRIA PALAVRA JA DIZ TUDO,È PARA QUEM CONCLUIO TODOS OS TERMOS LEGAIS DE APRENDIZADO.NAO PARA APRENDIZES DE CONHECIMENTOS LIMITADOS.

Anônimo disse...

Lamentável tudo isso. O título de Doutor não torna um ser superior a outro, é apenas uma questão de status, o que não é grande coisa. Outro detalhe, costumam dizer que é preconceito quando afirmam que "doutor" é somente para quem fez o doutorado, sim, e é mesmo. Façamos jus a titulação. É fato que existem por aí "doutores" de quinta categoria, de renomes, etc e tal, mas o inegável é que, eles ou elas, têm a titulação (mesmo que não tenham conquistado com grandes esforços). Infelizmente, ainda não tivemos o senso crítico de perceber que o mais importante é ser profissional. Receber, sim, o título, mas não fazer dele um suporte pessoal.

Anônimo disse...

Doutor é para quem tem doutorado. Se o médico, o enfermeiro, o economista, o assistente social ou seja lá o quer for não o tem, não é doutor. Os médicos e advogados recebem esta titulação historicamente, o que é uma idiotice se os mesmos não tem essa formação. Povo besta esse viu! "doutor" vai dar estatos a alguém, nem se preocupem que vai (risos). Enfermeiros se valorizem, parem de ficar se colocando como inferiores a médicos, meu Deus. Cada um tem sua função dentro da sua profissão.

Anônimo disse...

Quero ver quem vai desfazer a lei onde respalda o enfermeiro de usar a titulação de Dr. Da mesma forma em que vocês, médicos e advogados, conquistaram esse direito, nós enfermeiros que somos capacitados e obtemos conhecimento científico e prático legal para exercer a profissão, também conquistamos esse direito. Portanto, não sejam egoistas e prepotentes em achar que são os donos do mundo, por que sem um enfermeiro, profissional algum da saúde é capaz de cumprir com todas as necessidades que um ENFERMO necessita. Fica a dica !!!

Dr. Fernando Tenório disse...

Sou Enfermeiro e confesso que fiquei chocado com alguns comentários, pois todos os profissionais de saúde devem sim ser tratados como doutores. A palavra doutor que tem expressão " CUIDAR COM RESPONSABILIDADE " cabe a nós profissionais capacitados a cuidar de pacientes em que precisem de algum tipo de atenção, seja ela primária, secundária ou terciária. então não só a classe médica deve levar essa abreviação, pois todos nós sabemos e mto de nós sabemos que MUITOS ENFERMEIROS, colocam MÉDICOS no bolso, e sem contar que somos nós que colocamos a mão no paciente...#FICAaDICA

Beatriz S. disse...

Curso graduação em enfermagem e confesso que fiquei surpresa com alguns comentários também, perplexa eu diria. Acredito que os responsáveis legais pela resolução do COFEN que regulamenta a intitulação de Dr. para enfermeiros tem capacidade e CONHECIMENTO para tal, do contrário não seriam intitulados a tal encargo. Como o enfermeiro Dr. Fernando citou, "a palavra doutor tem expressão 'CUIDAR COM RESPONSABILIDADE'", as equipes que o enfermeiro gerencia em sua jornada de trabalho e todas as suas atribuições que não devem estar ligadas apenas as práticas técnicas e saber científico, mas ao ver o outro, enfermo ou não, sob outra óptica, faz do profissional um doutor, que faz da humanização um valor agregado ao que "esse povinho brasileiro" - conforme citado - mais precisa. Não são títulos, não são gratificações, são seres humanos, estes são verdadeiramente doutores. Se outros profissionais tem o direito de receber títulos, quais são os caracteres que impedem ao Enfermeiro recebe-lo? Não é o nível de graduação que faz um profissional ser melhor, mas a intenção de estudo, o que o faz ter sede de conhecimento. O título de Dr. faz qualquer área profissional sentir vontade de ir além e buscar conhecimentos.

Anônimo disse...

É inadmissível uma pessoa com, pelo menos, Ensino Fundamental, insinuar que Enfermeiro não estudou o suficiente para merecer o título em questão e, ainda dizer que "é lamentável a pouca instrução do nosso povo brasileiro".
Estudar o básico?
Ah, francamente. De onde sai tanta ignorância, prepotência e arrogância?
Não vejo problema nenhum em usar o "Dr." mesmo porque a maioria dos médicos e advogados que conheço não tem Doutorado, logo, um Enfermeiro, não só pode, como DEVE usar o "Dr". Seria interessante, para diferenciar, esse profissional enfermeiro usar também o "Enf."

Ficando: Dr. Enf. Fulano de Tal.

Anônimo disse...

Galera a parada é virar presidente...Lula ficou 8 anos só com o primário no planalto saiu de lá já ganhou 3 doutorados....

Rubens Vaz disse...

Gente, o mundo é de todos e quem acha que o enfermeiro não tem o direito de usar o título, tem que olhar para trás, pois se quem estuda e tem conhecimento científico e tudo mais, tem mais que usar se desejar, conheço pessoas que utilizam o título e se quer coloca a mão na massa, ou seja muitos são só fachada e na realidade não passam de ignorantes, deixem quem quer ou mereceu usar, independente da graduação se fez é merecido, então use pois vc ralou por isso e ninguém tem nada haver com sua vida, quando passou horas acordado tentando entender, estudando, fazendo pesquisas, provas, palestras, seminários, estágios e o pior de todos ter que trabalhar e dar atenção a família e ainda estudar, somos heróis e não só doutores, pois isso sim é honra e não só estudar achando que é o dono do mundo, um abraço.

Anônimo disse...

Vontade também consola Enfermeiros!!! Quem sabe um dia, quando fizerem e passarem no vestibular para medicina, quando cumprir quase 7000 de carga horária, quando fizerem uma residência médica e quando tiver o reconhecimento da sociedade como bom profissional, ai sim vc será chamado de Doutor. A medicina não precisa de uma resolução do CFM, pois quem chama de Dr é o cidadão, o que o COFEN fez foi a plena alimentação de EGO de vcs, e a comprovação da inveja que vcs enfermeiros tem dos médicos. Resolução aprovada em 2001 (pela própria classe) e até hj não tem o reconhecimento pela sociedade do titulo tanto almeijado. Um pena!

Anderson Ravides pereira disse...

anderson-Pe
Devemos entender que o conhecimento foi descentralizado. Enfermeiros detem seus conhecimentos científicos baseados na enfermagem, visto que a enfermagem do cuidado hoje deu espaço para a assistência de enfermagem. Com isso devemos nos orgulharmos e ter admiração por uma classe de profissionais que verdadeiramente assistem seus clientes com olhar holístico e com conhecimeto técnico/científico oferecendo ao paciente uma assistência diferenciada e humanizada.

Anônimo disse...

Pelo mesmo motivo a que se chama um médico que não possui doutorado, um enfermeiro pode ser tratado com o mesmo titulo. No entanto isso deve ficar a critério da clientela, não há pq querer tornar o uso obrigatorio.

Anônimo disse...

So ó um ponto a levantar.... profissional ENFERMEIRO estuda tanto quanto qualqueroutro profissional, são cinco anos de estudo e se o mesmo optar para adquirir mais conhecimento pode sim fazer especialização mestrado ou doutorado porque competencia ste profissional tem de sobra e só para complementar se não fosse o profissional enfermeio meu caro, hoje ninguem seria medicado, avaliado realmente o estado de saude, escutado ou seja este é o unico q esta 24hs continuo com o paciente e aí???
Então se o profissional enfermeiro quiser usar o título de DR não é problema de ninguem, pois este tem potencial para tal titulo!!!!!!

Franklin Stem Santos da Silva disse...

PARA FINS DE ESCLARECIMENTO:
Estou enviando a resolução COFEN que trata do título de doutor para o profissional graduado em enfermagem. Achei necessário enviar já que você trabalha na mídia e torna-se um formador de opinião e muitas vezes os profissionais são citados em matérias jornalísticas. Ressalta-se que usar ou não usar o título não vai mudar o conhecimento e competência de cada profissional, porém o seu reconhecimento pela sociedade confere, no mínimo, respeito para esta categoria que já é tão excluída de direitos sociais e trabalhísticos e que prestam uma contribuição sem medidas para a saúde pública nacional.
Um abraço,

Dra. Cecília Cornélio Melo
RESOLUÇÃO COFEN-256/2001


RESOLUÇÃO COFEN-256/2001
Autoriza o uso do Título de Doutor, pelos Enfermeiros
O Conselho Federal de Enfermagem-COFEN, no uso de suas competências e atribuições legais;
CONSIDERANDO que o uso do título de Doutor, tem por fundamento procedimento isonômico, sendo em realidade, a confirmação da autoridade científica profissional perante o paciente/cliente;
CONSIDERANDO que o título de Doutor, tem por fundamento praxe jurídica do direito consuetudinário, sendo o seu uso tradicional entre os profissionais de nível superior;
CONSIDERANDO que a exegese jurídica, fundamentada nos costumes e tradições brasileiras, tão bem definidas nos dicionários pátrios, assegura a todos os diplomados em curso de nível superior, o legítimo uso do título de Doutor;
CONSIDERANDO que a não utilização do título de Doutor, leva a sociedade e mais especificamente a clientela, a que se destina o atendimento da prática da enfermagem pelo profissional da área, a pressupor subalternidade, inadmissível e inconcebível, em se tratando de profissional de curso superior;
CONSIDERANDO que deve ser mantida a isonomia entre os profissionais da equipe de saúde, e que o título de Doutor é um complemento, ou seja, um “plus”, quanto a afirmação de um legítimo direito conquistado à nível de aprofundamento de uma prática terapêutica, com fundamentação científica;
RESOLVE:
Art. 1º- Autorizar aos Enfermeiros, contemplados pelo art. 6º, incisos I, II, III, IV, da Lei 7.498/86, o uso do título de Doutor.
Art. 2º- Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se disposições em contrário.
Rio de Janeiro, 12 de julho de 2001
Gilberto Linhares Teixeira
COREN-RJ Nº 2.380
Presidente João Aureliano Amorim de Sena
COREN-RN Nº 9.176
Primeiro-Secretario

Franklin Stem Santos da Silva disse...

Cofen reconhece direito de enfermeiro usar título de "doutor"
BRASÍLIA/VALE DO ASSU – A partir de agora a classe dos enfermeiros poderá, a exemplo de outros profissionais tais como médicos, advogados, engenheiros e outros, usar o título de "doutor". Autorização neste sentido foi dada por meio da resolução número 256/2001, do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), em Brasília. O órgão federal considerou que "o uso do título de doutor tem por fundamento procedimento isonômico, sendo em realidade, a confirmação da autoridade científica profissional perante o paciente ou cliente".
Além disso, o Cofen entendeu que "o título tem por fundamento praxe jurídica do direito consuetudinário, sendo o seu uso tradicional entre os profissionais de nível superior".
O organismo classista interpretou, também, que "a exegese jurídica, fundamentada nos costumes e tradições brasileiras, tão bem definidas nos dicionários pátrios, assegura a todos os diplomados em curso de nível superior, o legítimo uso do título de doutor". O Cofen observou ainda que "a não-utilização do título de doutor leva a sociedade e mais especificamente a clientela, a que se destina o atendimento da prática da enfermagem pelo profissional da área, a pressupor subalternamente, inadmissível e inconcebível, em se tratando de profissional de curso superior".

XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX


Doutor (Dr.): É importante ressaltar que doutor via de regra não configura forma de tratamento, mas título acadêmico. Seu uso deve-se limitar apenas a comunicações dirigidas a pessoas que alcançaram o grau acadêmico de doutoramento(português europeu)ou doutorado(português brasileiro). Por questões culturais, tal título é permitido aos Bacharéis em Enfermagem pela LEI COFEN 256/2001, Odontologia, em Direito e em Medicina, e qualquer outro profissional de nível superior ou da saúde. Entretanto, formalmente, deve-se usar o tratamento Senhor que confere a desejada formalidade às comunicações.

Fonte: Pronome de tratamento
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pronome_de_tratamento

XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX
Gesiel Oliveira disse...
Sou advogado e oficial de justiça, nunca concordei que um fisioterapeuta seja chamado de Dr. e o enfermeiro não. E quem disse que a pessoa que tem doutorado é chamado de doutor? ele se chama de PHD (Philosophy Doctor) , pois o significado de Doutor é "conhecedor". Trate-se de regra consuetudinária, ou seja, manifestada pelo uso geral. Concordo que o enfermeiro tenha esse título, pois possui lastro científico e acadêmico para tal. Parabéns Doutores pela conquista.
30 de janeiro de 2013 13:04
FONTE: http://www.blogdopessoa.com.br/2011/01/dr-enfermeiros-resolucao-cofen-2562001.html
XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX ... XXX

RESOLUÇÃO n.º 23/2000. Adequar a Decisão n.º 04/93 que trata da utilização do Título de DOUTOR pelo profissional Fisioterapeuta e Terapeuta Ocupacional, ...

Busque sempre a Ciência da Enfermagem.

Diga não a essa cultura, Diga não ao preconceito.

Doutores Enfermeiros (RESOLUÇÃO COFEN-256/2001 - Cofen reconhece direito de enfermeiro usar título de "doutor").

http://www.fcmmg.br/cursos/graduacao/enfermagem_competencias.php

http://www.proec.ufg.br/revista_ufg/familia/G_contexto.html

PARABÉNS DOUTORES: ENFERMEIROS, FISIOTERAPEUTAS E TERAPEUTAS OCUPACIONAL...

Franklin Stem Santos da Silva disse...

SALÁRIO DIGNO PARA TODOS
A verdade é que deveria ter respeito e valorização dos nossos profissionais, salário digno é assim:
Graduado... Dr. Médico - 100%
Graduado... Dr. Enfermeiro - 70% do Dr. Médico
Graduado... Outros Doutores da saúde 70% do Dr. Enfermeiro

Nível Médio – Técnico de Enfermagem ou outros da saúde - 50% dos outros Doutores da saúde
Ensino fundamental – Auxiliar de Enfermagem ou outros da saúde - 70% do Técnico de Enfermagem ou outros da saúde.

30 HORAS JÁ: ENFERMAGEM E TODOS – ÁREA DE SAÚDE




... xxx ... xxx ... xxx ... XXX ... xxx ... xxx ... xxx ...




Os 10 MANDAMENTOS DOS DOUTORES: MÉDICOS E ENFERMEIROS

1 - Se você não sabe o que tem, dá VOLTAREN;

2 - Se você não entende o que viu, dá BENZETACIL;

3 - Apertou a barriga e fez 'ahhnnn', dá BUSCOPAN;

4 - Caiu e passou mal, dá GARDENAL;

5 - Tá com uma dor bem grandona? Dá DIPIRONA;

6 - Se você não sabe o que é bom, dá DECADRON;

7 - Vomitou tudo o que ingeriu, dá PLASIL;

8 - Se a pressão subiu, dá CAPTOPRIL;

9 - Se a pressão deu mais uma grande subida, dá FUROSEMIDA!

10 - Chegou morrendo de choro, ponha no SORO.

...e mais...

Arritmia doidona dá AMIODARONA...

Pelo não, pelo sim, dá ROCEFIN.

...e SE NADA DER CERTO, NÃO TEM NEUROSE...
...DIGA QUE:

É SÓ ESSA NOVA VIROSE!!!

Parece brincadeira, mas... É verdade!

(Recebido por e-mail - Autor Desconhecido)

Drª Tati disse...

Anônimo que postou em 4 de setembro de 2013 as 10:12,
Uma PENA é vc, com tamanha ignorância e prepotência ser Médico. INVEJA é oq vc deve sentir da felicidade pela conquista dos outros! E coitados dos pacientes que terão a infelicidade de serem atendidos por uma pessoa arrogante como vc, que ACHA que tem o rei na barriga. CARGA HORÁRIA nao é tudo, vc pode estudar 200.000 horas, e mesmo assim não merece o seu Título, DOUTOR ANÔNIMO!

Drª Tati disse...

Anônimo que postou em 4 de setembro de 2013 as 10:12,
Uma PENA é vc, com tamanha ignorância e prepotência ser Médico. INVEJA é oq vc deve sentir da felicidade pela conquista dos outros! E coitados dos pacientes que terão a infelicidade de serem atendidos por uma pessoa arrogante como vc, que ACHA que tem o rei na barriga. CARGA HORÁRIA nao é tudo, vc pode estudar 200.000 horas, e mesmo assim não merece o seu Título, DOUTOR ANÔNIMO!